Unlimited Powerpoint templates, graphics, videos & courses! Unlimited asset downloads! From $16.50/m
Advertisement
  1. Business
  2. Productivity
Business

4 Importantes Hábitos Pessoais para uma Vida Mais Produtiva

by
Difficulty:BeginnerLength:LongLanguages:
This post is part of a series called Essential Productivity Principles.
Your Productivity Style: Find It and Use It for Better Work
Setting Boundaries: The Key to Maintaining Control of Your Life

Portuguese (Português) translation by Thiago Oliveira (you can also view the original English article)

Vamos ser realistas: produtividade é difícil. Você fica motivado, você define objetivos, você estabelece rotinas e sistemas… mas a realidade não parece se importar. Outra crise urgente chama, o bebê acorda cedo demais, você fica doente, ou drama estoura no trabalho, novamente. Seus planos esmigalham-se sob o peso de uma interrupção inevitável ou uma obrigação após a outra.

Você não pode garantir uma existência livre de interrupções, livre de emergências, livre de drama, nem mesmo por alguns dias ou horas. Você não pode controlar o mundo; você pode, porém, controlar sua parte do mundo. Quando você constrói fortes, úteis, energizantes e acima de tudo bons hábitos pessoais na sua vida, você estabelece trilhas óbvias para seguir. As coisas da vida vão te tirar do caminho, algumas vezes, mas as trilhas estarão lá. Quanto mais consistentemente segui-las, mas fáceis elas se tornam. Você nem mesmo precisa pensar sobre.

Good Personal Habit - Contemplating After Jogging
Envato Unstock Photo

Construa esses hábitos pessoais importantes, um de cada vez, até que eles estejam integrados à sua vida. O resultado será você, mas melhor, trabalhando em níveis mais altos de eficiência, inteligência, criatividade, e foco.

1. Valorize Seu Sono

Falta de sono, ou sono de má qualidade, é um problema bem grande: deficiência de sono resulta em risco maior de obesidade e doenças, redução de imunidade, mau humor, e cognição debilitada. Você simplesmente não é tão bom em pensar, concentrar-se, ser criativo, resolver problemas, ou tomar decisões quando está cansado.

Então por que não estamos dormindo o suficiente? Nossa habilidade de criar luz artificial, junto à nossa tendência de nos perdermos em telas e nossa estranha obsessão cultural em sermos suficientemente ocupados, somam para uma desvalorização do sono. Desenvolvemos uma cultura de cafeína onde os prêmios apontam para aquele que ficou acordado até mais tarde, levantou mais cedo, e parece ser o mais ocupado, mais importante, mais privado de sono do grupo.

Francamente, isso é simplesmente estúpido. Não dormir o suficiente não te faz importante; te faz cansado. A verdade é que terminamos dormindo o "suficiente", de alguma maneira. Mas geralmente pela falta de rotina, dormindo depois de alarmes, dormindo por dias de folga e finais de semana, ou caindo para um cochilo curto que se estende por toda a tarde. Acabamos por perder as partes da vida as quais queremos experienciar.

As oito horas de sono recomendadas por noite, não são um número mágico. A quantidade de sono que você precisa pode ser mais, ou menos; você vai precisar dar uma investigada para descobrir. Primeiro, comece a registrar seus dados: quando você vai para a cama, quando você acorda, sua qualidade de sono, e quão cansado ou alerta você se sente durante o dia.

Em seguida, dê a si ou um horário regular para ir para a cama ou um horário regular para acordar. Se você estabelecer um horário regular para ir para a cama, deixe que você durma até acordar naturalmente. Ou, se você estabelecer um horário regular para acordar, vá para a cama quando começar a sentir-se cansado. Você pode precisar de sono "extra" por alguns dias enquanto seu corpo se acostuma, mas logo você deve começar a ver uma quantidade de sono um tanto estável. Uma vez que você determinou essa quantidade, adira à ela o melhor que puder. Diga não às coisas que mantenham você acordado depois do seu horário ideal para dormir, desligue as telas, ou, se você sabe que você vai ficar acordado até tarde em um evento, dê-se um horário mais tarde para acordar no outro dia.

Com sono adequado, você não vai mais operar num estado de exaustão. Você vai processar e analizar informações melhor, vai tomar melhores decisões, e vai lembrar-se mais. Você vai ficar menos frustrado com obstáculos e sentir-se menos sobrecarregado com grandes projetos ou tarefas complexas. Hipoteticamente, você vai ser até menos irritado por pessoas idiotas, mas não posso garantir esse último.

2. Faça Exercícios Todos os Dias

Aqui está o que acontece quando você faz exercícios, de acordo com a neurocientista Judy Cameron, Ph.D:

Imediatamente, as células do cérebro vão começar a funcionar num nível mais alto… fazendo você sentir-se mais alerta e acordado durante o exercício e mais focado depois. Quando você se exercita regularmente, o cérebro fica acostumado à essa frequente onda de sangue e se adapta ligando ou desligando certos genes. Muitas dessas mudanças impulsionam as funções das células do cérebro e protegem de doenças.

Você ingere mais oxigênio quando se exercita, e seu hipocampo, a parte do seu cérebro que torna a aprendizagem e memória possíveis, é impulsionado por todo esse oxigênio extra flutuando ao redor. Exercícios regulares podem verdadeiramente aumentar o tamanho do seu hipocampo com o tempo, efetivamente invertendo, ou desacelerando, o efeito da idade no seu cérebro.

Exercícios fazem seu cérebro trabalhar melhor, em outras palavras. Também te dão mais endorfina, o que te faz se sentir mais feliz e melhor acerca da vida em geral. Questão: É mais fácil lidar com um grande projeto, fazer uma ligação de telefone difícil, ou finalizar uma tarefa complexa a) quando você se sente cansado e para baixo e preguiçoso ou b) quando você se sente alerta, focado e otimista?

Eu sei, eu sei: fazer exercícios leva tempo. Quem tem tempo extra? Quando você está ocupado, estressado, e atrasado, exercício regularmente parece não atraente e impossível. Os benefícios valem o esforço; é quando você está ocupado, estressado e sobrecarregado que você precisa se exercitar mais.

Você não tem que entrar numa academia ou cortar uma hora do tempo. Almeje por 20 minutos por dia, o que vai te dar as recomendadas 2.5 horas de exercício por semana. Fazer de exercitar-se um pequeno hábito diário pode tornar isso mais fácil de continuar do que fazer uma sessão mais longa de exercícios alguns dias da semana. Diariamente significa sem desculpas, sem opções, e sem negociação. Isso simplifica o processo, te dando menos para resistir ou barganhar consigo mesmo, então fica mais simples simplesmente fazê-lo.

Tai chi, caminhada, e treinamento para força estão entre os 7 principais exercícios recomendados por Harvard Health, mas existem muitas outras opções. A chave é tornar isso simples, acessível, e fácil de começar.

3. Estabeleça uma Hora de Poder

Você pode chamar isso de algo diferente. Hora de planejamento. Motivação da manhã. Ritual do anoitecer. Busca por crescimento pessoal. O que seja. A coisa importante desse hábito não é como chamá-lo, mas como fazê-lo. Estabeleça um horário regular. Diariamente é melhor, mas bi-semanalmente ou até semanalmente é aceitável. Um hora é legal, mas não obrigatório; se trinta minutos é o que você tem, trinta minutos serão suficiente.

Esse hábito é difícil de ensinar, por que precisamente o que você faz é uma escolha sua. O objetivo é passar esse tempo melhorando a si mesmo e administrando sua vida. Alcançar esses objetivos pode ser bem diferente de uma pessoa para a outra.

Aqui estão algumas das coisas que eu faço ou fiz no meu horário de poder:

  • Escrever um diário.
  • Fazer yoga.
  • Rezar e meditar.
  • Ler algo inspirador e que faça pensar.
  • Trabalhar numa nova habilidade ou tópico de aprendizagem.
  • Pesquisar sobre algo que me interesse.
  • Planejar minha semana/dia/mês.
  • Olhar para a objetivos futuros para o próximo trimestre ou ano. 
  • Fazer planos/estratégias de alto nível para objetivos futuros.
  • Analizar processos e sistemas na minha vida.
  • Completar um curso curto ou aula.

Primeiramente, não se preocupe com a agenda. Talvez escreva algumas anotações, ou leia um livro ou artigo. Revise seu calendário. Pense sobre um grande objetivo e como você pode trabalhar para isso.

É a prática de atenção que é importante enquanto você estabelece o hábito: você está treinando a si mesmo para dar atenção proativa para seu desenvolvimento pessoal e sua vida. Ao invés de esperar pela próxima crise, você está pensando sobre seus desejos, suas prioridades, e as coisas que você precisa conseguir além das necessidades. Talvez primeiramente, você sempre vai se sentir atrás das necessidades; isso é normal. Vai melhorar.

Important Personal Habit of Planning
Envato Unstock Photo.

Quando você estabelece esse tempo diário na sua vida, você vai começar a sentir-se mais em controle da sua vida. Essa sensação de controle não será absoluta; dúvida se infiltra, sua lista de tarefas é ainda muito longa, e o stress volta. Mas todo dia que você realiza essa pequena mas poderosa rotina, você vai sentir o controle aumentar e o stress diminuir.

Você vai ver que você é capaz de mudar coisas. Você vai ganhar perspectiva. Você está a caminho de criar e governar sua própria vida, ao invés de responder a vários eventos e circunstâncias, correndo freneticamente e nunca alcançando. Você vai começar a ver coisas antes de acontecerem. Você vai ter menos surpresas: menos instâncias de "Ó, eu esqueci completamente do seminário hoje!" e mais instâncias de "Aquele seminário é amanhã, melhor me preparar." Essas são pequenas vitórias, certamente; mas elas somam a uma vida que é menos estressante, menos caótica, mais certa e confiante.

A confiança interna que você constrói dedicando tempo a você e à administração da sua vida é enorme. Você vai começar a conhecer a si mesmo. Você vai começar a descascar as camadas de obrigação e necessidade e começar a descobrir seus próprios desejos e habilidades novamente. E você vai começar a ver como reivindicar seu tempo, como administrar sua vida, como correr atrás dos seus objetivos, como alcançar seu potencial.

Existe uma cautela com esse hábito, e é evitar a armadilha do super consumo. É fácil viciar-se na porção de entrada dessa hora, na parte que você está lendo ou pesquisando, desenhando ou esboçando planos ou fazendo um curso. Essas entradas são boas, mas sem uma saída correspondente, elas criam estagnação interna.

Você tem feito algum tipo de hora de poder por um tempo, mas sente-se empacado e desmotivado, esse pode ser seu problema. Tudo influxo, sem escoamento. Estagnação cria auto-dúvida, que se torna paralisia.

Depois que seu hábito estiver bem estabelecido, então, examine seu equilíbrio de entrada e saída. Leia um pouco, pesquise, planeje e aprenda, então pratique um pouco, publique, faça, compartilhe. Comece a produzir o que você está aprendendo, mesmo da maneira mais rudimentária.  Ao longo que você equilibra saída com entrada, você cria fluxo na sua vida interna. Cada pequena partícula de progresso cria mais cinética, leva a mais progresso, e eleva sua produtividade (e felicidade) mais um nível. 

4. Dê a Seu Cérebro Repouso

Esse hábito se traduz em uma ação realmente básica: deixe suas telas de lado. Seu cérebro precisa de tempo de repouso, tempo em que não está ocupado recebendo e processando milhões de bits de informações por minuto. Atenção e memória são "os dois recursos mais preciosos do nosso cérebro," diz o neurologista Richard Cytowic. Quando desperdiçamos eles em navegação social escassamente consciente, jogando jogos, e tateando o telefone, sofremos sem necessidade. Falta de tempo livre de estímulos leva a recursos neurais esgotados, exaustão para decisões, e energia reduzida, enquanto momentos de parada regulares ajudam seu cérebro a criar conexões e resolver problemas, melhoram sua concentração, e, ultimamente, aumentam sua produtividade.

Há muitas maneiras de se ajudar a ficar encarando menos uma tela: provavelmente a prior maneira é determinar-se mentalmente a "olhar menos meu telefone" e então depender da sua força de vontade para fazer isso. Boa sorte, Chuck; isso não vai acontecer. O hábito do telefone está enraizado, profunda e amplamente, e uma decisão privada somada a uma provisão minguante de força de vontade não vai quebrá-lo.

Felizmente, existem maneiras melhores.

  • Comece fazendo o "Teste de Abuso do Smartphone" do Centro para Vício em Internet e Tecnologia. Eu marquei 8 de 14; o resumo dos resultados explica que se você marcou (ou respondeu Sim) mais de 5 vezes, "você pode beneficiar-se de examinar quanto tempo você gasta no seu Smartphone e considerar mudar o seu padrão de uso."
  • Instale Checky (Android, iOS), Moment (iOS), ou QualityTime (Android) no seu telefone para começar a examinar seus padrões de uso. Checky é um aplicativo simples que rastreia duas coisas: o quão frequentemente você olha seu telefone e onde você está quando você o olha. Moment e QualityTime rastreiam a quantidade de tempo que você gasta com seu telefone.
  • Desligue notificações de aplicativos. Isso vai enfraquecer o ciclo do hábito removendo (algumas das) sugestões que o levam a pegar seu telefone novamente. Alternativamente, use o Modo Avião para desabilitar todas as notificações em momentos específicos; só lembre-se que você estará desabilitando chamadas também durante esse tempo.
  • Dê uma casa para seu telefone. Em casa, eu tenho uma pequena prateleira instalada na parede fora da minha cozinha; é aí que meu telefone mora durante o dia. Escolha um lugar similar para você, em casa, no carro, e no trabalho. Qualquer lugar que não seja sua superfície de trabalho, sua mão, ou seu bolso, porque isso torna o seu telefone muito prontamente acessível. O objetivo é tornar olhar e usar o seu telefone simplesmente difícil o suficiente para requerer uma decisão consciente.
  • Pegue um aplicativo que te ajude a se manter nos limites. Quanto tempo você quer investir no seu telefone todos os dias? Use um aplicativo como Moment (iOS), QualityTime (Android), ou BreakFree (Android, iOS) para estabelecer um uso limite diário. Freedom (Android, iOS) é um aplicativo que estabelece um bloqueio no seu telefone (ou qualquer dispositivo ou computador) por um certo período de tempo: cômodo para focar durante uma sessão de trabalho ou jantar em família.
  • Livre-se dos seus maiores ofensores. Todos temos aqueles aplicativos que simplesmente nos sugam. Algumas vezes o melhor método é simplesmente remover esses aplicativos para que eles não mais sejam uma tentação.
  • Tire suas telas do seu quarto: o telefone, a tv, o iPad, o computador. Não, de verdade. Torne o seu lugar de dormir sagrado e livre de telas. Se você gosta de trabalhar em projetos na cama, estabeleça um limite de tempo; uma hora ou duas antes da cama, tira as telas. Carregue telefones e dispositivos em outro cômodo. Se você está preocupado em perder uma ligação de emergência, estabeleça para seus contatos de alta prioridade um toque distinto, alto que vai chegar até você no outro cômodo. Arrume um relógio com alarme, lembra deles? Eles ainda funcionam, e nunca é tentador ficar acordado até depois do seu horário de dormir olhando para seu relógio com alarme.

Dispositivos digitais e telas são formidáveis, úteis ferramentas. Muito é simplesmente muito. Quando você não tem tempo de repouso, você simplesmente vai ficar provavelmente mais ansioso, e não vai conseguir deixar seu cérebro descansar ou desenvolver qualquer tipo de perspectiva de alto nível sobre sua vida.

Televisão pode ser uma grande distração, também, e pode afetar negativamente seu sono; estabeleça os mesmos limites de 1 a 2 horas antes de deitar, e desprenda-se com um livro, quebra-cabeças, arte, conversa, escrevendo um diário, ou outro hobby antes de dormir.

Finalmente, você vai ter que aprender, novamente, como ficar entediado. É okay ficar numa fila sem o telefone na sua mão. Na verdade não é ruim para você sentar-se quietamente num banco, ou fazer uma caminhada, ou ter uma conversa, ou olhar pela janela, sem devisus interruptus na cena.

Redescubra as coisas que você gosta de fazer, quaisquer que sejam, e dê-se tempo livre de culpa, e de distrações para fazê-las. Seu cérebro vai estar ocupado em segundo plano, fazendo as coisas dele, enquanto você faz as suas.

Hábitos Consistentes para Produtividade Consistente

Esses quatro hábitos serão difíceis de estabelecer para a maioria de nós. É provavelmente melhor escolher um por vez e fazê-lo consistentemente por um mês ou dois. Então adicionar o próximo.

Muito do seu sucesso de produtividade vem diretamente do seu funcionamento interno, sua atitude, sua saúde física e energia. Organização, sistemas, e ferramentas de produtividade são excelentes, é claro; mas estar energizado, focado, e positivo é melhor ainda. Comece aí, e você vai ser capaz de usar seu aprendizado de produtividade, seus sistemas e suas ferramentas ainda melhor.

Recursos

Crédito Gráfico: Ícone de Saúde desenhado por Evan MacDonald para o Noun Project.

Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.