Students Save 30%! Learn & create with unlimited courses & creative assets Students Save 30%! Save Now
Advertisement
  1. Business
  2. Small Business
Business

Como Planejar uma Saída Estratégica Bem Sucedida de um Pequeno Negócio

by
Difficulty:BeginnerLength:LongLanguages:

Portuguese (Português) translation by Sidnei Silva (you can also view the original English article)

Seu pequeno negócio tem uma saída estratégica? 

Você pode estar pensando que não precisa de uma agora - talvez sua intenção é continuar mantendo sua companhia com sucesso por muito anos. Mas, as coisas podem mudar rapidamente, seja em seu negócio ou em sua vida pessoal, e vale a pena estar preparado. 

O que acontece se você precisar se afastar por conta de saúde ou motivos familiares? E se seu interesse mudar, ou a indústria mudar e seu negócio não ser mais tão instigante? 

É um problema comum. Mais da metade dos proprietários de pequenos negócios planejam sair em 10 anos, mas três quartos deles não têm um plano, de acordo com uma pesquisa do Securian

Are you ready to plan a successful exit strategy for your small business
Você está pronto para planejar uma saída estratégica de sucesso para seu pequeno negócio? (fonte do gráfico

Então, se você está procurando se mover no futuro próximo ou está apenas planejando em antecipação, este tutorial vai lhe ensinar como elaborar um plano de saída. 

Daremos uma olhada em o que é uma saída de estratégia e porque é importante. Tocaremos em algumas das diferentes possibilidades para sair de um negócio, e então passaremos pelos passos envolvidos em planejar uma saída estratégica. 

Ao fim do tutorial, você entenderá a importância de uma saída estratégica e se preparará para elaborar uma.

1. O que é uma saída estratégica?

Primeiramente, vamos esclarecer exatamente o que uma saída estratégica é. Pode parecer negativo, mas não é. 

Muitos proprietários de pequenos negócios estão tão focados no crescimento e sucesso que eles não querem pensar em sair. Mas uma saída estratégica não significa que seu negócio falhou.  Pode ser até muito bem sucedida e lucrativa - significa apenas que você está de mudança e deixando mais alguém assumir. Há muitos motivos pelo que você pode querer fazer isso e chegaremos neles na próxima seção. 

Uma saída estratégica é simplesmente um plano para o que acontecerá quando o dia que você quiser deixar seu negócio chegar. Ela descreve a forma que a transição vai ocorrer e deixa planos para alguns dos detalhes - de novo, chegaremos a esses posteriormente no tutorial. 

Há muitos tipos diferentes de saída estratégica. Você pode

  • Vender seu negócio para uma companhia maior ou para um de seus competidores.
  • Vendar para uma firma de capital privado ou outro investidor.
  • Passar para um membro da família ou vender sua porção e deixar um de seus sócios assumir. 
  • Arranjar para que seus empregados ou gerentes comprem de você.

 Para aprender mais sobre essas estratégias e seus prós e contras, veja meu tutorial anterior sobre as saídas estratégicas mais efetivas para seu negócio:

2. Porque você precisa de uma saída estratégica

Você pode estar lendo este tutorial porque já decidiu criar uma saída estratégica - se é o caso, sinta-se livre para pular para a próxima seção e descobrir o que fazer. Mas se você ainda não está vendido para a ideia, aqui está uma rápida olhada em porque cada dono de pequeno negócio deve ter uma saída estratégica preparada.

Há muitos motivos pelos quais você pode querer sair de seu negócio no futuro, mas aqui estão alguns dos mais comuns: 

  • aposentadoria 
  • problemas de saúde 
  • mudança de interesses 
  • uma ofertada inesperada 
  • uma nova empreitada 
  • necessidade de levantar fundos 
  • querer passar mais tempo com a família ou cuidando de um ente querido

Estas coisas podem parecer um tanto distantes, mas suas circunstâncias podem mudar rapidamente. E se um membro da família precisar de você?  E se você receber uma oferta atraente amanhã? E se aparecer uma oportunidade maravilhosa de iniciar um novo negócio ou aceitar um emprego dos sonhos?

Se você não se preparou em avanço, estes eventos podem ser muito sufocantes. Você não saberá o que fazer, quais opções estão disponíveis, quanto seu negócio realmente vale, que tipo de futuro você quer para ele, e etc. 

Criar uma saída estratégica simplesmente significa pensar com antecipação sobre como você gostaria de deixar o negócio eventualmente. Ela pode remover muita da incerteza e lhe deixar bem preparado para lidar com a transição, seja em duas semanas ou vinte anos. 

Então, agora, vamos dar uma olhada no que está envolvido na elaboração de um plano.

3. Determine seus objetivos

O primeiro passo em planejar uma saída estratégica é ser claro em quais são seus planos, tanto para você mesmo quanto para seu negócio. 

Todas as diferentes saídas estratégicas disponíveis têm seus prós e contras. Algumas opções lhe permitem reter uma participação financeira ou vários níveis de envolvimento com o negócio, seja no conselho ou trabalhando diariamente.  Algumas dão à sua companhia uma chance melhor de sobreviver em sua forma original, enquanto outras podem fali-la.

Então pergunte-se o que é importante para você:

  • Você quer continuar envolvido no negócio ou ter uma ruptura total?
  • Você quer reter algum controle sobre sua direção futura, ou você quer dar aos novos proprietários passe livre? 
  • É mais importante para você maximizar seus ganhos financeiros ou deixar a companhia em boas mãos?

Estas são grandes perguntas, então tente passar algum tempo pensando nelas - isto não é algo que você possa encaixar no intervalo de meia hora entre as reuniões. E sua decisão provavelmente irá afetar outras pessoas também, então você pode querer consultar os membros de sua família, seus parceiros de negócio ou sua equipe antes de fazê-la.

Se você conversar com membros da equipe, claro que você precisará ser sensível sobre como enquadra o problema, para que eles não entrem em pânico sobre a segurança de seus empregos. Mas, se você lidar com isso da forma correta, pode ser uma grande ideia envolver eles em grandes decisões sobre o futuro da companhia ao invés de mantê-los no escuro.

4. Escolha a(s) melhor(es) opção(ões)

Como vimos na introdução e no tutorial anterior sobre saídas estratégicas efetivas, algumas das principais opções disponíveis para você são:

  • Passar para um membro da família. 
  • Vender para outra companhia (uma “venda comercial”). 
  • Fazer seu time de gerenciamento comprar a companhia (compra de administração). 
  • Fazer sua equipe juntar recursos e comprar o negócio (compra de empregados).
  • Vender sua parcela da empresa para um parceiro de negócios ou outro investidor.
  • Convidar investimento de uma empresa de capital privado
  • Manter um IPO.
  • Simplesmente fechar as portas e vender os bens (liquidação)

Use a informação que agregou na seção anterior para informar suas escolhas. Por exemplo, se seu objetivo é maximizar seus ganhos financeiros, vender para uma grande companhia será provavelmente uma boa estratégia.  Mas isto pode muito bem deixar sua firma fundida a uma entidade maior e sem independência. Então, se você prefere ver sua companhia sobreviver na forma original, outra opção como uma compra de administração pode funcionar melhor. 

Todas as opções têm prós e contras, então leia o tutorial anterior para descobrir mais sobre quais são elas e como pesá-las. 

Se você está planejando uma saída imediata ou iminente, então vai querer escolher uma opção. Mas, se está planejando mais geralmente para o futuro, você pode querer escolher várias possibilidades. Por exemplo, seu “Plano A” pode ser gerir a empresa até a aposentadoria e então convidar uma compra de administração.  Mas você pode também querer considerar a opção “venda comercial”, para que, se alguém fizer uma oferta para sua companhia ou seus planos mudarem no futuro, você esteja preparado para esta possibilidade também.

5. Faça um plano

Quando você decidiu uma ou várias opções para ir atrás, você vai querer fazer um plano detalhado. 

Como ocorrerá a transição? Quais passos estarão envolvidos?

Os elementos de um plano de saída sólido

Para ter um plano eficiente pronto, você precisará de certos detalhes. 

O primeiro é uma avaliação de sua companhia. Quanto vale seu negócio? Saber isto é particularmente importante no caso de uma venda, mas é também relevante em outras situações.  Mesmo se você está repassando o negócio para um membro da família ou parceiro, você precisará saber seu valor para calcular impostos, quanto sua parcela vale, etc.. 

Um contador pode lhe ajudar nisto. Ou você pode também receber algumas dicas deste tutorial: 

Então você precisará planejar os passos preliminares. Isto é o que você fará antes que a transição ocorra. Uma parte chave disto será ter as contas da companhia em ordem, se já não estão. Você também pode querer preparar o negócio para a transferência de posse de outras formas, como: 

  • simplificação dos processos 
  • vender negócios não essenciais 
  • cobrar contas a receber 
  • pagar dívidas
  • remover qualquer entrelaçamento entre suas finanças pessoais e as de seu negócio
  • contratar uma equipe de especialistas para lidar com a saída (ver abaixo)

E então você vai precisar fazer um plano de sucessão. Isto deixa claro o que vai acontecer com a mudança de posse. Se você está deixando a companhia, quem vai assumir seu trabalho? Veja detalhes aqui e preste contas de tudo que você faz na empresa.  Da mesma forma, se outros executivos estão saindo com você, como eles serão substituídos? Ou se você planeja permanecer envolvido com a companhia, como será esse envolvimento? Como vai funcionar? 

A ideia aqui é planejar tão compreensivelmente quanto possível para a existência da companhia após sua saída. Para mais dicas de processos de planejamento efetivos, veja nossa coleção de tutoriais de planejamento em Envato Tuts+.

Forme uma equipe

Sair de um negócio é um grande evento e, especialmente se é de uma empresa grande ou complexa, o processo pode ser um tanto complicado. Há impostos tanto para você como para a empresa. Se você está vendendo para outra companhia, você provavelmente precisará de ajuda com coisas como encontrar um comprador, colocar as contas em dia, ajudar o possível comprador a inspecionar estas contas para o nível necessário, providenciar a documentação legal, notificar as autoridades apropriadas e etc. 

Então você provavelmente precisará dos serviços de um contador e de um advogado, no mínimo. E, se você está providenciando algo como uma venda para capital privado ou uma venda comercial, você pode se beneficiar da contratação de um corretor ou um consultor com experiência nestas negociações. 

Se você está planejando a longo prazo, claro que você não precisa contratar essas pessoas agora mesmo. Mas ajuda fazer uma pesquisa e descobrir possíveis candidatos, para que você não tenha que começar do zero quando chegar para você a hora de colocar sua saída estratégica em prática.

Considere finanças pessoais

Ter uma saída estratégica é uma decisão empresarial, mas é também uma decisão pessoal.  Ela vai iniciar um novo capítulo na sua vida, seja uma aposentadoria, um novo negócio, ou algo mais. Então você vai precisar planejar também suas finanças pessoais para certificar-se de que está pronto. 

Se você quer se aposentar, você tem o bastante poupado? Uma pesquisa apontou que quase 70% dos autônomos não estão poupando para a aposentadoria com regularidade. Se seu negócio é bem sucedido, você pode usar o rendimento de sua venda para financiar sua aposentadoria, mas é perigoso confiar nisso - e se você tiver uns anos ruins ou passar por uma recessão econômica e o valor de sua companhia cair ou você ter dificuldade para encontrar um comprador?  Faz sentido ter planos alternativos preparados. 

O mesmo se aplica se você está planejando sair por outros motivos. Novas empreitadas exigem dinheiro, assim como dar um tempo para atender assuntos familiares ou objetivos pessoais.  Faça algumas estimativas sobre o que é requerido e comece a desviar um pedaço de sua renda pessoal todo mês para uma poupança dedicada a cumprir aquele objetivo.

6. Afaste-se

Não importa qual saída estratégica você escolha, ela vai significar ou menos ou nenhum envolvimento de você. 

Então, para que a transição seja bem sucedida, você precisa descobrir uma forma para a companhia funcionar sem você. Constantemente, isto pode ser um problema para pequenos negócios, em que os proprietários podem ter iniciado fazendo tudo sozinhos.  Mesmo após a contratação de outros empregados, pode ser difícil se afastar e muitos empreendedores encontram-se tendo que lidar com tudo, das vendas às contas da companhia. 

Se você planeja vender seu negócio, isto pode ser um grande sinal vermelho para potenciais compradores.  A companhia pode ser bem sucedida, mas se seu sucesso depende de seu envolvimento pessoal e esforço, o que acontecerá quando você partir? Ninguém quer comprar uma companhia cujo valor é dirigido por uma pessoa.

Problemas similares existem com outras saídas estratégicas. Se você quer repassar o negócio para um membro da família, você pode estar passando um cálice envenenado a eles se a companhia não tem os processos no lugar para funcionar efetivamente sem você.  Se você planeja deixar seus gerentes ou funcionários comprarem de você, eles precisarão saber gerencia-lo sem você. 

Então, se você está planejando sair do negócio em um futuro próximo, você deve avaliar seu papel na companhia e dar passos urgentes para se separar se estiver fazendo demais.  Treine seus funcionários para assumir seu papel, entregue funções chaves a seus gerentes e documente os processos envolvidos para que qualquer um possa assumir sem precisar perguntar o que fazer. Quanto mais cedo você começar a transição, melhor. 

Mesmo se você não planeja deixar o negócio por muitos anos, afastar-se e dar a seus empregados mais responsabilidade ainda pode oferecer muitos benefícios. Dá a eles mais sensação de posse e lhe deixa focar em mais trabalho estratégico importante em vez de se ocupar com a rotina. 

(Se você não tem nenhum empregado, você ainda pode ver se há funções que possam ser terceirizadas ou automatizadas. Ou, pelo menos documente o que você faz para que mais alguém possa facilmente assumir.)

Para mais benefícios da delegação e como fazê-la, veja o seguinte tutorial:

Conclusão

Parabéns! Você está agora pronto para uma saída de sucesso. 

Neste tutorial, demos uma olhada em o que é uma saída estratégica e porque ela é importante. E então, cobrimos o processo de planejar uma saída estratégica do começo ao fim. 

Como qualquer processo de planejamento, claro, é importante também revisar o plano em intervalos regulares no futuro, para que você considere circunstâncias em mudança e certifique-se de que o plano ainda é relevante. 

Para alguns proprietários de pequenos negócios, preparar uma saída estratégica pode ser um processo doloroso - é antecipar o dia em que você não será mais a cabeça da companhia que você construiu. 

Assim, você pode estar tentado a evitá-la ou procrastiná-la. Mas, espero que este tutorial tenha deixado o processo mais compreensível e menos intimidador e tenha te ajudado a dar o próximo passo de preparar de verdade um plano. Se você tem algumas perguntas ou comentários, sinta- se livre para deixá-los abaixo!

Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.