Unlimited Powerpoint templates, graphics, videos & courses! Unlimited asset downloads! From $16.50/m
Advertisement
  1. Business
  2. Productivity

Estabelecer Limites: A Chave para Manter o Controle da Sua Vida

by
Difficulty:IntermediateLength:LongLanguages:
This post is part of a series called Essential Productivity Principles.
4 Important Personal Habits for a More Productive Life
How to Stay Productive and Stick to a Daily Rhythm

Portuguese (Português) translation by Thiago Oliveira (you can also view the original English article)

Limites não são opcionais. Eles são necessários se você deseja focar, conquistar seus próprios objetivos, poder descansar e aproveitar a vida, e alcançar seu padrão de sucesso. Existem mais oportunidades, mais obrigações, mais opções, e mais demandas do que você poderia um dia lidar. Seu tempo e seus recursos são limitados, então você tem que decidir como você vai alocá-los.

Se você não estabelecer limites, seus recursos vão simplesmente ser gastos nas necessidades que aparecerem primeiro e gritarem mais alto. Limites te dão a habilidade de proteger como você despende seu tempo e recursos, para que então você não se gaste em drama, administração de crises, ou tarefas de baixa prioridade.

A diferença entre pessoas de sucesso e pessoas realmente de sucesso é que pessoas realmente de sucesso dizem não para quase tudo. – Warren Buffet

1. Estabeleça Limites Rapidamente

Quanto mais cedo você estabelecer limites melhor. Você está treinando outros em como tratar você; é mais fácil estabelecer um novo precedente em uma nova situação ou com novos relacionamentos do que desfazer padrões de comportamento já estabelecidos. Então, quando você se encontrar na fase inicial de um projeto, relacionamento com cliente, ou ambiente de trabalho, explique e fique firme em seus limites desde o primeiro dia.

Em muitos casos, é claro, nós já estamos até o pescoço em algo antes de percebermos que demos muita liberdade. Não é impossível estabelecer novos limites ou mudar os que você tem nessas situações. Entenda, porém, que você terá que superar hábitos antigos além de treinar a si mesmo e outros em novos hábitos.

As pessoas tendem a serem lentas para mudar, então tenha paciência e esteja pronto para se explicar algumas vezes. Quando estabelecendo limites em uma situação onde eles não existiam, é ainda mais importante ser consistente. Falta de consistência vai dizer às pessoas que você não é sério sobre seus "novos limites" e elas vão voltar aos seus antigos comportamentos.

2. Identifique os Obstáculos

Para esclarecer exatamente quais limites você precisa na sua vida, voce tem que pensar sobre as suas maiores prioridades — os objetivos que você quer alcançar, e as maneiras como você quer despender seu tempo — e então pensar sobre o que te afasta dessas prioridades.

Passo 1. Liste as Coisas que Importam

Para descobrir onde você mais precisa de limites na sua vida, pense sobre as coisas que mais importam para você: talvez seus três principais objetivos, ou um objetivo importante de trabalho e um objetivo pessoal importante. Ou pense em termos de coisas que você gosta e quer fazer mais, mas geralmente sente que você não tem tempo para.

Hipster Office with List Pad
Envato Unstock Photo.

Passo 2. Procure os Obstáculos

Uma vez que você tenha uma lista pequena das suas maiores prioridades, você está pronto para identificar as coisas que te afastam delas. Lembre-se que obstáculos podem não te impedir completamente de fazer progresso ou investir tempo em suas prioridades, mas eles dificultam isso. Os obstáculos mais insidiosos, de fato, são aqueles que infiltram-se sorrateiramente, estabelecem-se num canto da sua vida, e então lascam, um pedaço de cada vez, do seu foco, sua energia e seu tempo.

Passo 3. Atente-se aos Três Tipos de Obstáculos

Existem três tipos de obstáculos pelos quais procurar em sua vida. Primeiro, existem obstáculos situacionais. Esses obstáculos vêm de circunstâncias aparentemente aleatórias, como o trânsito ou o clima. Embora obstáculos situacionais pareçam inteiramente fora do nosso controle, se você encontrar-se bloqueado por eles repetidamente, você pode provavelmente fazer algumas mudanças que irão ajudá-lo a evitá-los, pelo menos algumas vezes. Por exemplo, se você perde uma hora da sua noite no trânsito, você pode negociar com seu chefe para chegar uma hora mais cedo e sair uma hora mais cedo. A situação (trânsito intenso) ainda existe, mas você mudou seu comportamento para que não tenha que encontrá-la regularmente.

Segundo, existem obstáculos criados por si mesmo. Esses obstáculos são os principais tópicos de postagens sobre produtividade: como focar, como se manter nas tarefas, como administrar seu tempo, como deixar de procrastinar, como estabelecer suas próprias prioridades, como construir um fluxo de trabalho eficiente. A chave para desmantelar esses obstáculos é, claro, mudar seu próprio comportamento. Mais fácil falar do que fazer, mas ainda bem factível.

Finalmente, existem obstáculos interpessoais. Esses obstáculos, criados por outras pessoas na sua vida, são de longe os mais comuns. Pense sobre a babá que cancela no último minuto, ou o chefe que joga uma tarefa urgente na sua Sexta-feira à tarde, o cliente cujo projeto segue expandindo, ou o amigo que sempre precisa de ajuda urgente com alguma crise imprevista. Obstáculos causados por pessoas são frustrantes, por que assumimos que as pessoas escolhem conscientemente criar caos e stress nas nossas vidas. Elas devem estar agindo de propósito para nos tirar dos trilhos, certo?

Não verdadeiramente; geralmente, as pessoas só estão focadas em seus próprios problemas e inconscientes de como estão afetando você. Quando você vê um obstáculo com uma pessoa por trás dele, resista à ânsia de criar drama e conflito sobre um obstáculo; geralmente, outras pessoas verão sua resistência como sem propósito e se sentirão ofendidas pelo seu ataque.

Elas podem conceder seus pedidos, mas então vão recorrer aos mesmos velhos padrões de comportamento. Para livrar-se desses obstáculos na sua vida, você tem que dar um passo para trás, identificar padrões, e construir limites que previnam os padrões de serem parte da sua vida.

3. Identifique os Padrões

Você encontrou um obstáculo. Agora você precisa encontrar o padrão que permite que o obstáculo exista na sua vida. Por exemplo, vamos dizer que um de seus obstáculos é finais de semana ocupados. Sua prioridade é passar o tempo do final de semana trabalhando em seus objetivos pessoais e projetos paralelos, e passar tempo com amigos e família. Parece, porém, que você acaba terminando tarefas do trabalho, tocando várias incumbências, e correndo atrás de seus próprios afazeres.

Passo 1. Reconheça os Padrões que Criam Obstáculos

Quando estabelecendo limites, geralmente focamos nos obstáculos ao invés de padrões. Mas estabelecer limites para obstáculos particulares é falta de visão; há quase sempre um padrão de comportamento, seja seu ou de outra pessoa, que precisa ser abordado para previnir obstáculos futuros.  Nesse cenário, você pode simplesmente decidir não deixar incumbências, afazeres, e tarefas do trabalho para seu final de semana. Mas essas coisas têm que acontecer, e se você não identificar o padrão que às empurra para seu final de semana, você irá eventualmente encarar um obstáculo ainda maior.

O obstáculo, então, é a ocupação do final de semana; mas qual padrão de comportamento está causando a existência desse obstáculo? Você está relaxando nos seus afazeres domésticos durante a semana, então você tem um acúmulo no final de semana? Você procrastina nas tarefas do trabalho menos convidativas até o último minuto, então você acaba com itens não terminados para fazer no final de semana? Você se deixa ficar sem itens essenciais, ou deixa até o último minuto possível incumbências como comprar presentes de aniversário, então você acaba tendo que fazer todas essas coisas de uma vez?

Passo 2. Estabeleça Limites para Interrupção de Padrões

Uma vez que você viu os padrões que permitem que o obstáculo exista, você sabe onde você precisa de limites. Vamos dizer que você percebeu que você deixa de lado incumbências tanto quanto possível,  por que você não gosta de fazê-las. Mas esse padrão de comportamento cria um enorme acúmulo de incumbências, e eventualmente, geralmente nos finais de semana, você tem que trabalhar arduamente e fazê-las.

Um limite orientado a obstáculo seria algo como "Nenhuma incumbência nos finais de semana!" Mas você precisa de um limite interruptor de padrões: então você decide que seu limite será:

Nenhuma incumbência de último minuto; todas as incumbências devem ser completadas três dias antes que tenham que ser feitas.

O limite é uma requisição de tempo que o força a completar incumbências mais cedo; você terá que fazer uma parada ou duas na Quarta-feira à noite para fazer sua lavagem a seco e pegar aquele presente de casamento para o Sábado. Quando você chegar no Sábado, suas incumbências estão prontas. Estabeleça limites similares para interromper padrões de problemas com tarefas do trabalho e afazeres, e você vai poder passar o final de semana do jeito que você quer.

4. Estabeleça Limites Amplos

Limites específicos interrompem um padrão específico, e portanto previnem um obstáculo específico ou série de obstáculos de entrarem na sua vida. Da mesma maneira que limites para interrupção de padrões são melhores do que limites para interrupção de obstáculos, limites amplos são melhores e mais eficientes do que limites específicos.

Passo 1. Revise Limites Específicos Versus Amplos

No nosso cenário de final de semana, acima, vamos dizer que você seguiu em frente e criou o limite para incumbências. Você o escreveu, comprometeu-se com ele, falou para alguns amigos sobre isso, e tem se saído muito bem ficando firme com ele. Você ama que seus finais de semana agora são livres de incumbências, então você decide que é hora de livrar seus finais de semana de tarefas do trabalho e longas listas de afazeres também. Você cria dois novos limites: todas as tarefas do trabalho devem ser finalizadas ou colocadas na mesa até Sexta-feira à tarde, e você vai fazer duas tarefas domésticas toda noite antes de ligar o Netflix.

Esses três limites separados funcionariam, e provavelmente funcionem bem. Mas e se você pudesse interromper três padrões de comportamento com um único, mais amplo limite? Isso seria menos para lembrar, menos para prestar contas, e muito mais eficiente. Seu limite amplo pode ser um desses:

Qualquer um desses limites amplos previniria:

  1. Incumbências empilhadas.
  2. Longas, atrasadas listas de tarefas domésticas.
  3. Tarefas de trabalho não finalizadas tomando seu final de semana.

Isso porque um limite mais amplo interrompe um padrão mais amplo (procrastinação e desorganização) que está dirigindo esses padrões menores e criando obstáculos individuais.

Passo 2. Estabeleça Limites para Obstáculos Interpessoais

No cenário do final de semana ocupado, é claro, você está lidando com obstáculos e padrões de comportamento criados por si mesmo. Seus limites são projetados para mudar seu próprio comportamento, e se respeitados consistentemente, mudarão.

Muitas vezes, porém, quando você vai estar lidando com obstáculos interpessoais, o que significa tentar interromper padrões de comportamento de outras pessoas. Isso pode ficar complicado. Limites amplos ajudam a previnir a Síndrome da Ofensa Pessoal que é tão comum quando você começa a levantar-se por si e recusar-se ser controlado pelas necessidades e demandas de outras pessoas.

Por exemplo, se você está lidando com um cliente que continuamente envia pedidos de último minuto, você pode identificar o padrão de comportamento: o cliente espera até o último minuto para avaliar seu trabalho, o que então empurra pedidos e mudanças para a margem dos prazos do projeto e estraga toda sua carga de trabalho. Você decide estabelecer um limite para previnir esse padrão.

A próxima vez que você aceitar trabalho desse cliente, você liga e esclarece que todos os pedidos de mudança devem ser recebidos no final de semana ou você não conseguirá completá-los. Esse é um grande limite que previniria efetivamente o padrão. Todavia, isso também pode criar ofensa e conflito se ambos:

  1. Seu cliente descobrir que você só está aplicando esse limite para ele.
  2. Ou, se um cenário um pouco diferente com relação a tempo ocorrer no futuro, que tornar seu requerimento de "até o final de semana" inefetivo.

A solução seria dar um passo para trás e procurar o limite mais amplo o possível que ainda interromperá efetivamente esse padrão de comportamento, não somente para esse cliente particular mas para todos os presentes e futuros clientes. Talvez você possa estabelecer um limite que:

  1. Todos os pedidos de mudança devem ser recebidos dentro de 48 horas da entrega do trabalho.
  2. Ou, todos os pedidos de mudança devem ser recebidos pelo menos 2 semanas antes do prazo de entrega do projeto.

Quando você cria um limite amplo, e o aplica universalmente, você previne uma única pessoa — seja seu cliente, colega, ou seu melhor amigo – de sentir-se como se estivesse sendo pessoalmente rejeitado ou traído. Limites mais amplos também previnem obstáculos similares de serem criados por outras pessoas em situações futuras. Eles te dão mais autonomia: você não está só controlando suas relações com um cliente particular, mas com todos os clientes.

5. Personalize a Imposição de Limites

Limites amplos são melhores, porque se aplicam universalmente e previnem ofensa pessoal. Limites amplos são também mais eficientes, te dando mais controle sobre toda a sua vida por estar trabalhando num nível mais alto. Porém, mesmo que muitos limites se apliquem universalmente, ou, pelo menos, universalmente em uma área particular da sua vida, a maneira que você explica e impõe limites precisa ser personalizada. 

Home office photo with laptop
Envato Unstock Photo.

Três Tipos de Pessoas

Existem três tipos principais de pessoas que vão encontrar seus limites: você mesmo, pessoas relacionadas ao trabalho (colegas, clientes, mentores, seu chefe), e pessoas com quem você tem relações pessoais ou sociais. Você não pode necessariamente explicar ou impor limites da mesma maneira para todos. Bem, você pode, mas provavelmente não seria sábio.

Quando estabelecendo limites para si mesmo, você pode ser brutalmente honesto sem medo de mal entendido ou ofensa. E você pode, e deve, chamar ajuda externa para prestar contas e usar ferramentas que o forcem a ser honesto e consistente. Por exemplo, você pode compartilhar com seu cônjuge ou um amigo que você vai limitar seu tempo nas mídias sociais para, digamos, 30 minutos por dia. Então você pode usar uma ferramenta como SelfControl, StayFocusd, ou Moment para te forçar a ficar firme com esses limites.

Quando estabelecendo limites para outros, porém, você tem que considerar a proximidade e limites de cada relacionamento. Você pode ser bem direto com seu melhor amigo ou colega de trabalho, mas você pode precisar repensar seu fraseado quando compartilhando o mesmo limite com seu chefe ou sua sogra.

Por exemplo, talvez você só vá conferir e responder emails duas vezes por dia, independente de quem seja. Para seus amigos ou membros de família para quem você envia memes e artigos aleatórios, sem problemas; não há nada de urgente aí, então você pode simplesmente responder quando você está dando uma de suas conferidas diárias. Para seus colegas de trabalho e clientes, porém, você pode precisar estabelecer uma resposta automática com uma mensagem resumida, cortês para que eles não se sintam como se você estivesse os ignorando e saibam quando esperar por uma resposta.

6. Espere na Linha

Assuma que as pessoas vão passar bem por cima dos seus limites, ou tentar, porque elas o farão. A maioria das violações de limites relacionados a tempo serão completamente não intencionais. As pessoas não estarão cientes dos seus limites a menos que você os explique para elas, e mesmo se o fizer, as pessoas vão se esquecer ou agir de acordo com o hábito.

Pessoas que violam seus limites são ladrões. Elas roubam tempo que não as pertence. – Elizabeth Grace Saunders

Passo 1. Planeje para as Violações de Limites

Quando uma violação de limite acontece, você não precisa ficar ofendido por isso; simplesmente planeje contando que isso vai acontecer e tenha um plano para quando acontecer.

O que você vai dizer? Que frases você vai usar? Escreva um roteiro com várias opções de respostas, e pratique dizendo-as em voz alta. Então pense sobre seu método: Você terá uma conversa cara a cara, enviará um email, ou fará uma ligação telefônica? Se todos esse modos de comunicação são possíveis, qual é melhor? Crie uma hierarquia: primeiro, enviarei um email; depois, farei uma ligação telefônica; finalmente, pedirei por uma conversa cara a cara. Ou trabalhe de outra maneira, começando com uma conversa não confrontante e seguindo com uma ligação ou email.

O objetivo é passar sua mensagem sem criar conflito desnecessário. É claro, você pode encarar conflito, de qualquer maneira. Algumas pessoas entenderão e respeitarão seus limites; suas violações não serão intencionais, e você geralmente poderá lidar com elas lembrando-as gentilmente do seu limite.

Outras pessoas, porém, irão ressentir o fato de que você está escolhendo ser autônomo. Você vai encontrar sabotagem e manipulação, intimidações e fofocas. Isso não vai ser divertido de se lidar com, mas ignorar essas pessoas e seu pobre comportamento torna inevitável que elas violem seus limites novamente, e cada violação será mais difícil de lidar.

Passo 2. Respostas Rápidas São Melhores

Quando você ignora violações de limite, você sinaliza para os outros que você não é realmente sério com seus limites e eles sentem-se ainda mais livres para ignorá-los no futuro. Quando você finalmente decide se levantar, você vai ter um tanto de descrença para superar.

Lide com violações o quão cedo possível. Ter um plano o ajuda a fazer isso; se você já memorizou claras mas gentis frases e tem uma estratégia para a sua resposta, você não precisa depender da sua perspicácia, inteligência, e controle emocional no momento. Simplesmente siga seu plano.

Se você sente-se mentalmente ou emocionalmente incapaz de responder bem, é okay dar-se algum tempo. Só não deixe esse tempo de recuperação tornar-se uma omissão em responder. Quanto mais você espera para lidar com violações de limites, o menos sério você parece sobre seus limites. Lembre-se, você não tem que ser rude ou áspero, somente firme e consistente.

Passo 3. Atente-se a Porquê Você Não Impõe Limites

Fique atento às razões pelas quais você pode não impor seus limites. De acordo com John Townsend, Ph.D., que é um business coach, psicologista, e co-autor do livro Limites: Quando Dizer Sim, Como Dizer Não e Tomar Controle da Sua Vida, existem três razões principais pelas quais não impomos nossos limites. Essas razões são:

  1. medo de perder o relacionamento
  2. evitação de irritação e conflito
  3. sentimentos de culpa

Quando estamos com medo, evitando conflito, ou sentindo-nos culpados, nossas mentes têm um jeito hábil de fazer raciocínio absurdo ou pobre parecer lógico e objetivo. Mas você pode aprender a ser mais honesto com si mesmo e tornar-se mais verdadeiramente objetivo sobre suas escolhas. Quando você estabeleceu um limite, e então hesita em impô-lo, pare e pergunte-se por que: Estou com medo de perder ou arriscar esse relacionamento? Estou evitando irritação e conflito? Estou sentindo-me culpado? Uma vez que você possa identificar seu sentimento primário, examine o porquê ele está lá.

Isso vai ajudar a determinar se é um sentimento que você deva seguir, ou se seu sentimento está te provendo falsas informações.

Freedom of boundary setting
Envato Unstock Photo.

Limites Criam Sucesso

Limites podem ser difíceis de estabelecer e reter, mas limites não são opcionais, lembra? Você tem que estabelecer suas próprias linhas se você quer poder dedicar tempo para o que você ama e considera mais importante.

Limites te dão autonomia. Limites evitam que você seja controlado pelo trivial. Limites podem libertar você do drama de outras pessoas e decisões ruins, e ajudá-lo a estabelecer controle sobre sua própria vida.

Uma vez que você tem controle, você pode conduzir sua própria vida muito mais efetivamente, e alcançar o sucesso que você quer.

Recursos

Crédito Gráfico: Ícone de Cerca desenhado por Creative Stall do Noun Project.

Advertisement
Advertisement
Advertisement
Advertisement
Looking for something to help kick start your next project?
Envato Market has a range of items for sale to help get you started.